Criolipólise: saiba tudo sobre o tratamento de congelamento da gordura localizada.

Desenvolvida por pesquisadores da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, a criolipólise usa baixas temperaturas para acabar com a gordura localizada. Em contato com a baixa temperatura, as células de gordura – chamadas de adipócitos – se rompem totalmente. Em consequência, o corpo entende que elas não fazem mais parte do organismo e as expele naturalmente.

Como é feita a Criolipólise?

O procedimento é feito com a ajuda de um aparelho específico cujos aplicadores acoplam-se às diferentes áreas do corpo. Estes aplicadores realizam um poderoso vácuo que promove a sucção da pele e da porção de gordura localizada. Ao mesmo tempo, o resfriamento intenso e controlado destrói as células de gordura. O resfriamento age danificando seletivamente as células adiposas, que são mais sensíveis ao frio, sem causar qualquer dano a nervos, músculos e outras estruturas próximas. Em resumo, o que acontece na prática é a morte da célula de gordura.

Durante o tratamento é necessário seguir os seguintes passos:

  1. O profissional aplica uma manta que irá proteger a pele. Depois posiciona o aparelho na região a ser tratada e este irá sugar e resfriar esta área à temperatura negativa, pelo tempo de 30 minutos que é o necessário para congelar a gordura localizada;
  2. A gordura se cristaliza, as células adiposas morrem e depois são eliminadas naturalmente pelo sistema linfático;
  3. Após a sessão é realizada uma massagem local para uniformizar a área tratada.

O aparelho da Criolipólise possui ponteiras de diferentes tamanhos para ser adaptado para cada área do corpo.

A eliminação das estruturas dos adipócitos destruídas com a baixa temperatura é feita pelo sistema imune, não há perigo de sobrecarga do fígado nesse processo.

Indicações da Criolipólise

A criolipólise não é um tratamento para sobrepeso ou obesidade. Ela é opção para pessoas que tenham gordura localizada em algumas regiões corporais, o famoso pneuzinho. Também não é recomendada para mulheres grávidas ou com alterações na sensibilidade da pele devido a diabetes.

Áreas de aplicação

A criolipólise pode ser feita em diversas partes do corpo, aquelas que se adaptam bem as ponteiras, como por exemplo, abdômen, flancos (gordurinhas laterais), coxas e até mesmo nos braços. Não é possível fazer no rosto, por exemplo, porque o aplicador não se encaixa.

A dúvida: a Criolipólise dói?

O procedimento pode provocar alguma dor quando o aparelho é posicionado na região a ser tratada, sendo que a sensação é semelhante a de um beliscão, mas ela desaparece em poucos minutos. Após a aplicação, a pele normalmente fica vermelha e inchada, e por isso, é indicado realizar uma massagem local para aliviar o desconforto e melhorar a aparência.

Duração, cuidados e resultados

O tratamento dura aproximadamente meia hora (por região). A boa notícia é que a Criolipólise pode ser feita em mais de uma região no mesmo dia sem riscos ao paciente. O intervalo mínimo entre uma sessão e outra é de 3 meses e cada sessão elimina aproximadamente 4 cm de gordura localizada e por isso não é recomendado para pessoas que não estão dentro do peso ideal.
Os resultados da criolipólise começam a surgir em cerca de 15 dias, mas são progressivos e vão acontecendo em cerca de 8 à 12 semanas após o tratamento, que é o tempo que o organismo necessita para eliminar completamente a gordura que foi congelada.

antes-depois-criolipolise
”Em uma única sessão, estudos científicos em Harvard apontam redução de 20% a 30% da gordura localizada na região tratada. Mas claro, os resultados variam de pessoa para pessoa.”

Não é mágica, é tecnologia. Confira a promoção especial que fizemos exclusivamente para você. Aproveite, é por tempo limitado!

criolipolise-promoçao

 Ficou interessado e quer saber mais informações sobre este procedimento de alta tecnologia? Entre em contato pelo telefone: (51) 3015.9995 / 3061.9995 ou pelo WhatsApp: (51) 99722.9995. Aproveite a promoção especial e agende a sua avaliação.